quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

Meu Reveillon

Esse ano resolvi atender a pedidos e tive um reveillon completamente atípico, isto é, diferente do que costuma ser. Pela primeira vez não ouvi um só barulho de fogos, nem música alta ou festa como se diz...Há séculos eu participo dos festejos barulhentos de Ano Novo! Seeeeempre faço reuniões em casa, cheia de amigos e família, música para dançar, todos os rituais de meia-noite, etc, etc, ou ia ver os fogos em Copacabana. Acho que a última vez que estive no reveillon de Copa foi quando ainda havia os rituais de umbanda à meia-noite e a cortina de fogos no Meridien. Alías, o que era tão bonito quanto os fogos eram os rituais que conferiam a magia necessária ao momento.Parecia que tudo passaria a ser divino, maravilhoso depois de se presenciar tudo aquilo, sentir os cheiros, ver as luzes de velas, jogar flores no mar...
Aí, ontem, fomos eu e meu marido para a cabana da Serrinha, com minha filha, genro e pais. Fomos convidados na casa de um casal amigo deles, pessoas que eu conheço recentemente, mas que são gente muito legal! Lá na Serrinha, logo no portal, tem uma faixa pedindo que não se soltassem fogos. E, quem mora nessa região, tem consciência ecológica até pela escolha de onde morar. Portanto, apesar das casas estarem iluminadas, nenhum sambão, nenhuma música alta, nenhuuuuuuum barulho de fogos de artifício! Conversa, jazz baixinho, vinho, comida excelente, grilos, sapos, escuridão, amigos descontraídos e sem nada de frescura ou peruagem! Se não fosse por terem ligado a TV para acompanharmos a contagem regressiva da Globo e ver os fogos em Copacabana, nada indicaria que estávamos na virada! É muito bom fazer uma comemoração porque parece que se começa algo novo e, se estivermos com um bom astral, favorecem os bons fluidos! E todos estávamos num ótimo astral! Espero que vocês também!
E que venha janeiro! E fevereiro, março.... que rapidinho chega outro reveillon!

Nenhum comentário: